Quantos Anos Vive um Cão

Se você tem um cão é uma pergunta bastante normal de se ter.

Ninguém, nem humanos nem cães, têm uma data já pré-definida para morrer mas é verdade que existem certos intervalos de tempo que pode considerar.

Observação:

Fique já avisado que a variável mais importante o porte do seu cão, no que diz respeito á espetativa de vida do seu cão.

Tabela de Porte vs Espetativa de Vida

Pequeno Porte (até 10 kg) 10 a 14 anos
Porte Médio (11 a 25kg) 9 a 11 anos
Grande Porte (26 a 45kg) 8 a 10 anos
Porte Gigante (+ 45kg) 6 a 8 anos

 

Então o meu cão não pode viver mais que isso?

A resposta a essa pergunta é: Pode!

O seu tempo de vida vem de muitos fatores, desde aqueles que você não controla como raça e genética hereditária até aquelas que você controla como alimentação e cuidados.

Tenho a certeza que você conhece alguém que já teve um cão por mais de 14 anos (que é o máximo naquela tabela), lembrando que aquilo é apenas uma média.

dog-916099_1280

Morte Prematura

Infelizmente muitos dos cães não chegam a passar dos 3 anos de idade, e isto deve-se ao próprio dono, o qual muitas vezes não o faz com intenção.

A falta de conhecimento faz com que muitas vezes você não tome a melhor decisão ou esteja a fazer algo que sem saber irá ter influência na saúde do seu cachorro.

Falta de cuidados também é um grande fator, dando como exemplo aqueles donos que deixam os animais na rua expostos ao frio ou ao calor, quando eles são de raças mais frágeis que têm de ter algum controlo nesse aspeto.

Leia Mais >  Golden Retriever

Não levar o seu cão ao veterinário pode fazer com que o seu cão esteja doente e você não ligue e pense que é só algo passageiro ou até não tenha nada visível, mas que ele esta de fato doente.

Isto não acontece por maldade a maioria das vezes, nem as outras coisas, é apenas uma conjugação de falta de tempo, distração, falta de dinheiro e conhecimento.

dog-1308116_1280

Cuidados que Posso e Devo ter com o Meu Cão

Você pode fazer muitas coisas para que o seu cão viva o melhor possível e isso irá fazer com que, com alguma sorte, ele viva para lá da esperança média de vida dele.

Vamos ver algumas dessas coisas:

Alimentação

É frequente as pessoas darem comida de humanos aos seus animais, incluindo os cães. Se for algo esporádico, não deve ter grande problema.

[cp_modal display="inline" id="cp_id_d8a57"][/cp_modal]

Mas existem certas coisas que irão certamente fazer mal ao seu cão, e se der comida humana regularmente ao seu cão, pode acabar por ter também um efeito negativo na saúde dele.

Consulte o seu veterinário para saber se certas coisas iram fazer mal ou não ao seu cachorro e o que pode dar com mais segurança. Dependendo também da raça do seu cão.

Exercícios

O exercício não faz bem só ás pessoas como também aos cães.

Se for dar um passeio ou uma corrida leve o seu cão consigo.

Assim ele vai poder queimar alguma energia, o que vai ajudar a controlar o seu peso, mantê-lo ativo e também a sua condição física e cardíaca.

race-1267041_1280

Conforto

Como já foi dito, o conforto do seu cão é algo bastante importante.

E isto é ainda mais evidente em certas raças, como em cães de menor porte ou com uma pelagem mais curta ou bastante longa e densa.

Leia Mais >  Cachorro Pode Comer Beterraba?

É uma boa ideia você pesquisar sobre quais os cuidados que deve ter com um cão da raça do seu e assim dar-lhe tudo o que ele precisa.

Ficam aqui algumas sugestões:

  • Dar-lhe um sitio próprio, abrigado e confortável;
  • Cuidar dos dentes dele;
  • Se for de pelo longo, fazer o corte esporadicamente;

Uma das coisas que pode fazer também é uma oração pelo seu cão, não para que ele fique curado de todos os males e doenças mas sim para que se sinta mais confortável e sinta o menos dor possível durante as piores alturas.

Cães Idosos

Se o seu cão já tem uma idade mais avançada ele já não vai ter aquela energia como tinha em filhote como deve imaginar.

Tal e qual como nos humanos, a idade traz uma certa quantia de problemas de saúde com ela.

Os problemas mais comuns são os de articulações, dai também tão importante o conforto e o exercício enquanto ainda é um cão jovem.

Não o force demasiado se vê que ele já não consegue e tente se adaptar ao ritmo dele.

Deve também ter mais atenção a qualquer coisa que ache estranho e reportar ao seu veterinário para ele ver se é realmente algo preocupante ou não.

(Pode perfeitamente fazer uma analogia de como deve cuidar de um cachorro e de uma pessoa. Vai ser bastante semelhante na maioria dos casos.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *